domingo, 20 de janeiro de 2013

O tratamento do tdah/dpac : um dia de cada vez

Um dia de cada vez...
Apesar do tdah e dpac não serem um vício, penso que devem ser enfrentado, por nós portadores, como se fossem.
Isso porque nossa luta não acaba e deve ser travada dia após dia. Devemos ter a consciência de que todo dia ele estará ali para tentar nos distrair.
Por isso, todo dia, tento lembrar que não poderei mudar o fato de que eles fazem parte da minha vida. Mas, por outro lado, poderei alterar os sentimentos que surgem desse fato. 
Então, para mim, aceitar ter tdah e dpac sem sentir culpa ou raiva por ter que fazer o dobro do esforço dos outros é o maior dos desafios.
É todo santo dia tenho que me lembrar dos quinze mandamentos dos portadores de tdah e dpac que criei:
1º Ame a si mesmo: comece o dia com músicas que lhe tragam alegria e paz e tome um banho ouvindo elas;
2º Lembre-se do que é importante na vida e não deixe a correria do dia lhe tirar o prazer de admirar as coisas simples da vida (a maioria dos tdahs amam a natureza e a simplicidade das coisas);
3º Não complique as coisas: se o problema não pode ser resolvido, resolvido está; e se ele pode ser solucionado não há problema;
4º Perdoe a si e os outros: evite se fazer de vítima ou de ré, pare com a mania de se culpar ou culpar os outros;
5º Errar é humano e por isso ser portadora de tdah e dpac lhe fazem mais humana ainda kkkkk (não consegui evitar a piada);
6º Não busque a vitória e nem tema o fracasso, apenas queira evoluir como pessoa;
7º Permita-se trabalhar menos: lembre que qualidade não é sinônimo de quantidade (lembre-se que suas 4 horas de serviço equivalem, no mínimo, a 8 horas de uma pessoa sem tdah e dpac); 
8º Deixe o amor ser o tema principal da sua vida: não abandone seus sonhos;
9º Não tente controlar tudo: você vai se distrair; esquecer de algo; perder o fio da miada nas conversas ou reuniões; derrubar e/ou quebrar algo;
10º Seus distúrbios não lhe fazem pior que ninguém, aceite-os e diminua seus prejuízos, sem se ferir e se sentir a pior das piores;
11º Aceite o fato de que suas deficiências são invisíveis: por isso irão confundi-las com fraqueza de espírito ou personalidade;
12º Você não controla o pensamento dos outros;
13º Separe uma hora do seu dia para comunicar consigo e com Deus;
14º Repita durante o dia, mentalmente, frases positivas que aumentem sua auto-estima:
sou capaz;
tenho saúde;
sou harmonia;
sou concentrada;
sou feliz;
se Deus é por mim ninguém é contra mim;
sou paz;  
15º Tenho direito de ser eu, mesmo que isso decepcione os outros.